Aveia: razões para a incluir na sua alimentação!



A aveia é um cereal que tem vindo a ganhar notoriedade nos últimos anos e com razões para tal.


É bastante rico em vitaminas e minerais como vitamina E, várias vitaminas do complexo B, cálcio, magnésio, potássio, selénio, zinco, ferro e manganésio. Além disso é um boa fonte de fitonutrientes como compostos fenólicos, que estudos demonstram possuírem propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias.


Como bom cereal é fonte de hidratos de carbono e fibra, principalmente do tipo solúvel, os beta-glucanos. O consumo regular dos beta-glucanos da aveia está associado a diminuição dos níveis de colesterol total e LDL plasmática. A quantidade de beta-glucanos está directamente relacionada com o tipo de aveia que estamos a consumir, sendo que eles estão presentes em maior quantidade no farelo de aveia, seguindo-se os flocos de aveia e por último, na farinha de aveia. Mesmo assim, consumir aveia nas suas mais diversas formas, que é naturalmente rica em vários tipos de fibra, só nos trará benefícios ao nível do funcionamento do intestino, como melhoramento do perfil da microbiota intestinal, regulação da glicemia e promoção da saciedade.


A aveia é um cereal fonte de proteína cerca de 17g por 100g de aveia, distinguindo-se dos restantes cereais pela presença elevada do aminoácido arginina, que possui extrema importância na manutenção de uma boa resposta imunológica, na cicatrização de feridas, na produção de várias enzimas e hormonas, entre outras funções fundamentais.


A questão que sempre se levanta é se a aveia é fonte ou não de glúten? E a resposta é simples, no seu estado natural ela é isenta de glúten.


Quando estamos a falar de glúten estamo-nos a referir a um conjunto de proteínas de armazenamento denominadas de prolaminas e glutaminas. No caso da aveia, a principal proteína de armazenamento é a avenalina, uma globulina. Assim sendo, a existência de glúten na aveia deve-se ao facto de esta, no momento do tratamento e processamento ser tratada em depósitos usados para outros cereais, como é o caso do centeio e trigo, podendo assim haver contaminação cruzada. É por tanto necessário estar-se atento aos rótulos, para nos certificarmos da inexistência de glúten.


Em termos de utilização é um cereal muito versátil que dá para ser utilizado nas mais diversas receitas como batidos, papas de aveia, bolos, barras de cereais ou trufas energéticas, só é preciso imaginação! Na Simplu gostamos tanto dele que o utilizamos em grande parte dos nossos produtos. Também, com tantos benefícios, não há como não o fazer.



(english)


Oats are a cereal that has been gaining notoriety in recent years and with good reasons for that.


It is very rich in vitamins and minerals such as vitamin E, several B vitamins, calcium, magnesium, potassium, selenium, zinc, iron and manganese. In addition, it is a good source of phytonutrients such as phenolic compounds, which studies have shown to have antioxidant and anti-inflammatory properties.


As a good cereal it is a source of carbohydrates and fiber, mainly of the soluble type, beta-glucans. Regular consumption of oat beta-glucans is associated with decreased levels of total cholesterol and plasma LDL. The amount of beta-glucans is directly related to the type of oats we are consuming, and they are present in greater quantities in oat bran, followed by oat flakes and finally, in oat flour. Even so, consuming oatmeal in its most diverse forms, which is naturally rich in various types of fiber, will only benefit us in terms of the functioning of the intestine, such as improving the profile of the intestinal microbiota, regulating blood glucose and promoting satiety.


Oats are a protein source cereal of about 17g per 100g of oats. It is distinguished from the rest of the cereals by the high presence of the amino acid arginine, which is extremely important in maintaining a good immune response, in wound healing, in the production of several enzymes and hormones, among other fundamental functions.


The question that always rises is whether oats are a source of gluten or not? And the answer is simple, in its natural state it is gluten free.


When we are talking about gluten we are referring to a set of storage proteins called prolamines and glutamines. In the case of oats, the main storage protein is avenalin, a globulin. Therefore, the existence of gluten in oats is due to the fact that, at the time of treatment and processing, it is treated in deposits used for other cereals, as is the case with rye and wheat, thus there may be cross contamination. It is therefore necessary to pay attention to the labels, to make sure that there is no gluten.


In terms of use, it is a very versatile cereal that can be used in a variety of recipes such as milkshakes, porridge, cakes, cereal bars or energy truffles, sky’s the limit! At Simplu we like it so much that we use it in a large part of our products. Also, with so many benefits, there is no way not to do it.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

LOJA ONLINE

© 2020. All rights reserved, Simplu.

Designed with love by The Simplest Team

  • Instagram - Simplu
  • Facebook - Simplu
  • Pinterest - Simplu
  • YouTube - Black Circle